Confraternização, cultura e sustentabilidade na 17ª Mostra Lutz





A sexta-feira, 30 de novembro de 2018, data de encerramento da 17ª Mostra Lutz, vai ficar marcada como um momento histórico de confraternização. Foi um dia de compartilhar saberes: em vídeos, nos estandes e nos corredores da Escola Pinguirito, mesmo local onde há 18 anos se lançaram as sementes do Programa Ambiental Prof. José Lutzenberguer, em Garopaba (SC), a partir da formação facilitada pela neozelandesa Robina McCurdy.



As professoras Carmen Aparecida de Souza (na foto, à esquerda) - hoje diretora da Emef Pinguirito - e Mariel de Aguiar Faraco participaram do início da Mostra Lutz, no ano 2000, quando se plantaram as sementes do Programa Ambiental Prof. José Lutzenberguer, e continuam engajadas até hoje.

Na primeira edição do evento, em 2002, os trabalhos resultantes de cinco escolas estavam em uma única sala da E.M.E.F. Pinguirito, enquanto chovia lá fora. No evento de encerramento da 17ª edição da Mostra Lutz, todos os espaços da E.M.E.F Pinguirito foram ocupados por estudantes de 26 escolas participantes, professores e visitantes da comunidade de Garopaba, além dos parceiros que apresentaram seus projetos na área socioambiental: Instituto Federal Santa Catarina - Campus Garopaba (IFSC), Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina/IMA, Instituto Australis, Instituto Baleia Franca, Instituto Monitoramento Mirim Costeiro, Instituto Ekko Brasil, Plant for the Planet, Projeto Toninha, R3 Animal. O sol iluminou a manhã, dando lugar à chuva, como no passado.








Parceiros da Mostra Lutz 2018

Nas salas de aula, foram projetados 40 vídeos abordando temas como cultura açoriana, brincar heurístico, alimentação saudável, hortas escolares, mudanças climáticas, arborização urbana, mata atlântica, abelhas nativas, áreas protegidas, turismo, trânsito seguro, reaproveitamento de óleo e lixo no mar. Estudantes do Ensino Médio que participaram do 1º Desafio Mobile de Garopaba, uma parceria da Mostra Lutz, Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e Empresa Dub Soluções, explicaram os protótipos de sete aplicativos para celulares sobre turismo, ciclismo e coletiva seletiva.

Estudante do IFSC apresenta protótipo de aplicativo

Também no pátio e no auditório, visitantes interagiram com estudantes e professores para saber mais sobre ações e cuidados com o meio ambiente implementados em 2018.

















As crianças da E.M.E.F Professora Constância Lopes Pereira, do bairro Gamboa, em Garopaba, divertiram e convidaram todo mundo a conhecer a tradição do Boi de Mamão, projeto que recebeu o troféu Açorianidade 2018 do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) de Santa Catarina. A dança sobre a morte e a ressurreição do boi foi encenada durante a Mostra, unindo cultura, brincadeira e informação sobre os 270 anos da presença açoriana no Estado. 









A Mostra Lutz é resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal de Garopaba, Fundação Gaia e Projeto Ambiental Gaia Village, com apoio da Evoluos Foundation. É um programa permanente que se realiza há 17 anos com o objetivo de promover, apoiar e orientar projetos de caráter ambiental desenvolvidos pelas unidades escolares. Engloba 100% da rede de ensino: são 26 escolas, cerca de 280 professores e mais de 3.500 estudantes envolvidos na reflexão sobre as realidades das diversas comunidades e na busca por soluções replicáveis a partir dos recursos existentes.