Crianças e professores de Garopaba homenageiam Lutzenberger no Rincão Gaia






Crianças e professores das escolas da rede municipal de Educação de Garopaba, Santa Catarina, estiveram nos dias 11 e 12 de maio de 2012 no Rincão Gaia, localizado na cidade de Pantano Grande, no Estado do Rio Grande do Sul. A visita fez parte da programação em homenagem ao ambientalista José Lutzenberger, cuja morte completou 10 anos no dia 14 de maio. O local é um exemplo de harmonia, onde na década de 80 funcionava uma pedreira, recuperado por Lutzenberger, o lugar hoje se denomina Rincão Gaia. Nessa visita, o grupo, representando as escolas Costa do Macacu, Jandira da Silva e Centro Educacional Ibiraquera, composto por 15 crianças, diretoras Rosa Bento e Vera Lorenzi, professora Fabiana Custódio, e Marileti de Abreu, representando a Secretaria Municipal de Educação, testemunharam in loco os resultados do trabalho incansável da Fundação Gaia, hoje coordenada por Lara, filha de Lutzenberger, para manter a memória do pai e retransmitir às gerações futuras a sabedoria de sua luta pela preservação do meio ambiente.






No dia da chegada, o monitor Alexandre de Freitas conduziu os visitantes por uma trilha com paradas em pontos muito especiais, como a estufa de plantas carnívoras, o jardim das águas e a estufa das cactáceas.  As crianças tiveram também a oportunidade de conhecer os lagos em que Lutzenberger restabeleceu a vida numa área antes destruída, com especial atenção ao Lago das Estrelas, anteriormente jazida de exploração de basalto, hoje um magnífico lago que concentra água da chuva e atinge 17 m de profundidade. No final do dia, uma pausa para ser simplesmente criança: brincar com a tirolesa na frente da Casa Comunal onde provaram as delícias da alimentação balanceada e dormiram sob um telhado de palha e madeira da região, ao som de chuva torrencial que caiu durante a madrugada.






 Na manhã ensolarada e fria de sábado, a turma de Garopaba recebeu com carinho os integrantes do Gaia Jovem que representam escolas de Pantano Grande. Momento de integração, quando reunidos em círculo, contaram sobre seus projetos escolares, evidenciando que a distancia entre os grupos é apenas geográfica, uma vez que sonhos e ações são praticamente idênticos, pois todos buscam melhorar o lugar que vivem através de atitudes e práticas amigas de GAIA.  Por fim e juntos, eles deram os retoques em pipas coloridas de todas as formas que levaram ao céu, ao suave som de flauta, tocada por Henrique Sulzbacher em meio à bucólica paisagem, típica do Pampa gaúcho, onde não faltaram capivaras, cavalos e vacas. As pipas voaram alto, como os sonhos, pouco antes de as crianças se reunirem junto ao recanto verde onde Lutzenberger escolheu como última morada. Ali, o ambientalista recebeu mais uma homenagem com o plantio de um arbusto típico da mata atlântica e que floresce somente nesta época de outono.









Para saber mais sobre essa visita que foi oportunizada graças à parceria da Secretaria Municipal de Educação de Garopaba e Fundação Gaia sob a mediação do Projeto Ambiental Gaia Village, acesse os Jornais: Zero Hora, Diário Gaúcho e Jornal do Comércio, nos links abaixo, que também contam sobre o Legado Lutzenberger.




Comentários