Cooperação: base da 10ª Mostra Lutz




Sob a orientação de um professor, o olhar atento de mais um colega que tem a função de observador, e vendas nos olhos, uma professora destra tem a tarefa de construir uma fogueira com seis palitos de fósforo usando apenas a mão esquerda. O exercício é mais difícil do que aparenta. É preciso confiar, ouvir, seguir instruções - como na aprendizagem.





Esta e outras dinâmicas inspiraram uma profunda reflexão sobre a arte da “Com-Vivência” entre 120 professores da rede municipal, estadual e particular de Garopaba, além de parceiros e colaboradores do Programa de Educação Ambiental Mostra Prof. José Lutzenberger. Nos dias 15 e 16 de fevereiro de 2011, no Espaço Ouvidor do Projeto Ambiental Gaia Village, os professores trocaram ideias sobre como promover a cooperação na vida pessoal, nos relacionamentos e na sala de aula. As discussões foram facilitadas pela psicóloga Gisela Sartori Franco, presidente da ONG Coopera Brasil- Centro de Jogos Cooperativos


Na série de exercícios propostos não há só um ganhador ou só um perdedor. Um exemplo é o jogo de tabuleiro Lugar Bonito, em que para salvar uma cidade fictícia é preciso reunir cartas e forças. Se um ganha, todos ganham, e o Planeta agradece.








Ainda no espírito de cooperação, o professor de Artes Celso José Barbosa de Souza, conhecido como Piarelli, doou para a Mostra Lutz a pintura “Ambiência”, que foi feita no intervalo das discussões, como um símbolo do encontro.



A capacitação faz parte da programação da 10ª edição da Mostra Lutz, que em 2011 completa uma década. Durante o encontro, os professores encaminharam os planos de cada escola para comemorar os 10 anos da Mostra, potencializando os projetos já desenvolvidos e encaminhando os sonhos e as propostas para dinamizar o trabalho com os estudantes e a comunidade.






O evento foi uma promoção da Prefeitura Municipal de Garopaba, Fundação Gaia e Projeto Ambiental Gaia Village.

Comentários